WILSON TADEU

 

 

Me chamo Wilson Tadeu Souza, nasci em uma pequenina cidade do interior do Paraná chamada Ipiranga, no distante e ensolarado dia primeiro de dezembro de 1951.

Nossa cidade era arrodeada por imensos pinheirais (araucária angustifólia), o pinheiro paranaense, mais a mata nativa originaria da região. O forte da economia era gerado pela extração e beneficiamento da madeira e olarias.
 
Até aquela época, em minha adolescência, ainda não havia despertado em mim o sentimento preservacionista, pois achava natural aquela atividade econômica praticada na região.

E como todas as crianças dos saudosos tempos, nos meados do século passado,  tínhamos liberdade total. Crescemos nadando no rio, incursionando pelas matas, escalando os pinheiros e palmeiras, jogando bola, roubando uva nos parreirais e melancias nas roças, meio quase um Chico Bento das histórias do Maurício de Souza.

Mas o tempo passou e fui estudar em uma cidade maior onde entrei para o colégio agrícola no curso de Técnica Florestal, cheguei a trabalhar numa grande empresa em reflorestamento no início dos anos setenta, mas depois abandonei a carreira.

Voltando à minha cidade natal, depois de um longo tempo, tive um choque ao perceber que a mata dos pinheirais já não existia mais, tinha sido toda abatida; fiz nesta ocasião o meu primeiro protesto ecológico, pode-se dizer;  era o ano de 1969 e interpelei o prefeito, que era madeireiro também, e fiz uma severa demonstração do meu desagravo em relação ao corte dos pinheirais.

Em Ponta Grossa, cidade em que vim morar, conheci o movimento escoteiro, que foi onde realmente aprendi a respeitar e amar a natureza; considero Badem Pawell o primeiro e maior ecologista de todos.

Me tornei um montanhista, influenciado pelo meu pai, que era também um sertanista e amante inveterado da natureza; com esses predicados passei a fazer algumas ações em prol da preservação da natureza.

Fiz parte do Grupo Ecológico dos Campos Gerais (GECG), onde trabalhávamos com a conscientização das crianças e ações restritivas e judiciais contra os infratores que abusavam em poluir nossos rios ou desmatar, seja qual fosse o desrespeito a natureza.

Como membro do movimento escotista, levei uma denúncia a prefeitura da cidade sobre um desmando de um proprietário de um local turístico, porém a única secretaria que havia na época, mais ou menos relacionado ao caso, era a secretaria de agricultura, que nada podia fazer a respeito.

Então tomei a iniciativa de convocar as ONGs (grupos de escoteiros, o grupo de escaladores, GECG,  a própria Sec. de Agricultura e outros deptos. da prefeitura) para reuniões que culminou na criação da Secretaria de Meio Ambiente do município de Ponta Grossa PR.

No início dos anos noventa passei a trabalhar profissionalmente com excursionismo de aventura e natureza, levando e guiando expedições de escalada no Brasil e nos Andes, tendo escalado o Aconcaguá diversas vezes.

Essa vivencia em contacto constante com a Natureza desenvolveu em nós um amor incondicional pela nossa Mãe Terra, pois a relação íntima de energias que se experimenta nessas atividades nos permite reconhecer e reverenciar a beleza, a grandeza e a perfeição da manifestação de nosso Criador em nossa Natureza.
 
Hoje olho emocionado por ter feito parte de um movimento pioneiro que está dando frutos e fazendo sua parte, trazendo conscientização as novas gerações.

E embora os maus tratos continuem proliferando e ferindo de morte nossa agonizante Mãe Terra, não podemos desistir, temos o dever de agir conforme nossa consciência e nosso coração mandam.

Tenho a tranqüilidade de dizer que de minha parte e de meus filhos tudo fazemos conforme a consciência e as regras que a Ecologia sugere.

Peço à todos que estiverem lendo estas linhas, que fechem os olhos por um momento e sintam a dor  da Natureza, causada pela insanidade de nossos atos.
 
Não queira você também figurar na lista dos algozes de um planeta tão belo, mesmo porque ela, a Terra, nos acolheu com tanto amor…
Fiquem na Paz e na Luz.
Wilson Tadeu

9 responses to “WILSON TADEU

  1. muito bom saber sobre sua vida! vc esqueceu de contar que foi um dos fundadores da UFU!! parabéns pela sua vida digna e por defender nosso planeta com tanto amor! beijos amado.

    • nunca estamos contentes, sempre achamos que poderiamos ter feito mais e melhor, mas o que passou passou, agora temos que contabilizar o tempo de maneira diferente e olhar lá no horizonte o Sol, o Sol que estamos correndo atraz pra nao perder sua luz. Beijos amiga amada na luz

  2. Primo…que texto lindo…to adorando todas essas informações…e as vezes nós podemos colaborar com a nossa mãe Terra de forma tão simples…e quantas pessoas nem conseguem enxergar isso….muita luz pra vc…bjs

  3. Minha querida Cris! que amavel surpresa ver seu comentario aqui,
    isso indica que voce esta buscando a Luz. Obrigado pelo seu elogio, mas sou tao somente uma formiguinha nesse complexo, necessitamos da uniao de todos para mudarmos a direçao do rumo de nosso planeta. Que amor que nossos pais tem pela natureza seja continuado e desenvolvido por nós em prol de um futuro mais promissor.
    Te amo profundamente.
    wilson

  4. bravO! amigO! WilsoN…Ótimo textO!
    fico feliz em fazeR paRte dessa linda trajetória…temos ainda muito o q fazeR…cada vez mais temos acesso a informações que devem ser repassadas..o poder do conhecimento é propagaR o conhecimentO!
    vou leR mais e aprendeR!!!
    AbraçO! de cumE!

  5. Meu querido amigo Nativo! fico emocionado qdo releio este texto, as memorias vem como flexas em meu coraçao..
    Voce sim é um ser sensivel e incansável batalhador em defesa
    de nossa Mãe Terra, eu presto minha homenagem e gratidão a sua luta e determinação. Que as benções de nossa sagrada Gaia te ilumine e te proteja.
    Beijo em seu coração

  6. Olá W,

    fica aqui o meu obrigada por teres entrado na minha vida e obrigada pela tua paciência para me “aturares”.

    Luz e muita protecção para ti na tua caminhada
    Bjo
    portuga

  7. Bom lembrar de você.
    Me faz bem, e acho que é isto que ao final é importante.
    Que quando lembrados transmitamos alguma forma de alegria.
    E lembrar de você sempre me traz alegria. Obrigado.
    Um abraço forte
    Muita paz.
    Leopoldo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s